quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Paz do Senhor meus queridos, hoje resolvi falar sobre a nossa realidade, falo de pessoas que servem a Deus com fidelidade e que tem amor a esse evangelho que transformar a vida de uma pessoa por completo, mas a partir do momento que você aceita viver esse evangelho ao mesmo tempo você está dizendo a Deus que renuncia tudo que desagrada a Ele e que vai viver somente pra Ele, ao contrário do que muitos pregam por aí e que algumas pessoas acredita, esse evangelho que falo nessa coluna me fala de sofrimento por amor a Ele, uma vez o próprio Jesus disse que teríamos aflições neste mundo, mas no mesmo versiculo Ele diz: 
...mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.João 16:33
Vejo uma grande necessidade de ser pregado isso nas igrejas, pois as pessoas tem esquecido que Cristo sofreu por todos nos e querem viver um evangelho que só é sombra e água fresca, mas fomos chamados para sofrer por esse evangelho que mudou a minha vida mudou a sua vida e quer alcançar outras vidas, deixemos o comodismo e modernismo de lado e vamos nos entregar a esse evangelho por completo que é poder de Deus e salvação para quem crer em Cristo e o aceita como único Salvador, não quero ser tão radical a ponto de dizer que só iremos sofrer, vai ter muitos e muitos momentos de alegria, mas nunca esqueça que Cristo pagou um alto preço para garantir a minha e a sua vida eterna e que Ele conta com cada um de nós para sofrermos por essa causa e levar vida eterna para os perdidos, não importa o que nos espera pelo caminho, nenhum sofrimento foi e vai ser maior do que o que nosso Jesus sofreu na Cruz do Calvário.

Por Rinaldo Ribeiro
Geração Jovem.com
Fiquem Firmes!

Chamados para sofrer por amor ao Evangelho.

Apesar das tentativas de negociar um “cessar fogo” na Síria, os bombardeios continuam. Em ataques recentes em Aleppo, cerca de 20 igrejas foram destruídas após ataques militares. Orelato é da agência russa de notícias Interfax.
“É uma cidade magnífica na Síria [Alepo], famosa não apenas pela sua famosa arquitetura e locais de interesse cultural, mas um lugar onde a tradição cristã desta nação sofredora sempre esteve presente. O local sofreu grandes destruições e, de acordo com dados recentes, vinte igrejas foram destruídas”, afirmou Alexander Dzasokhov, vice-presidente da Comissão da Federação Russa junto à UNESCO.
Milhares de pessoas permanecem presas na cidade dominada pelos rebeldes. A ofensiva de artilharia foi decretada pelo governo de Bashar Assad após o fracasso dos esforços diplomáticos de cessar fogo. Alepo vive um nível de bombardeio sem precedentes. A força aérea atingiu áreas residenciais, a infraestrutura da região e centros de defesa civil. Há ruas totalmente fechadas devido ao volume de escombros.
Dzasokhov acrescentou que o conflito na Síria deveria ser resolvido logo a fim de preservar vidas, bem como locais históricos e religiosos. Cerca de 190 pessoas morreram nos ataques no final de semana passado.
O metropolitano Hilarion, chefe do Departamento de Relações Externas da Igreja da Síria, lembra que a tragédia no país foi imposta por nações estrangeiras, e as minorias religiosas foram as maiores vítimas.
Ele ressaltou que “quando o poder político é eliminado, a maioria dos elementos mais indignos, mais monstruosos da sociedade humana se levantam, justamente aqueles que cometem crimes usando motivações religiosas”.
Diversos locais com importância arqueológica, histórica ou religiosa também foram destruídos durante o conflito que já dura 3 anos no país. Por causa da perseguição do Estado Islâmico, milhares de cristãos foram mortos e mais de um milhão forçados a abandonar suas casas e se refugiar fora do país. Com informações Gospel Prime

20 igrejas são destruídas em bombardeio na Síria.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Alguns cristãos têm o hábito de fazer cálculos sobre o momento em que Jesus Cristo voltará à Terra para julgar os vivos e os mortos. No entanto, o famoso evangelista Billy Graham pediu que os cristãos não gastem seu tempo imaginando quando ocorrerá a segunda vinda, mas dediquem-se a se preparar para ela.
Na seção de perguntas em seu site pessoal, Graham foi questionado por uma pessoa anônima sobre um “guru espiritual” famoso em sua cidade que alega ser “divino”. O leitor do site queria saber se esse homem poderia realmente ser a ‘segunda vinda’ de Jesus.
O pastor Billy esclareceu imediatamente que aquele “guru” não é Jesus, pois quando Cristo voltar à terra, será visto por todos. “Eu posso dizer com segurança que essa pessoa não é Jesus – por que quando Jesus voltar, virá do céu, com poder e glória, e toda a raça humana irá vê-lo”, sublinhou.
Ele também citou Mateus 25: 31-32, que afirma que, quando o Filho do Homem voltar, “todas as nações serão reunidas diante dele.”
Perguntas sobre o final dos tempos vem sendo constantes no site, uma das maneiras que ele usa para continuar ministrando, já que a saúde impede o veterano de 93 anos de continuar com suas famosas cruzadas.
Usando a oportunidade, Billy Graham aconselhou que os cristãos parassem de se preocupar ou pensar demais sobre a Segunda Vinda, ressaltando que ninguém sabe quando isso vai acontecer, exceto Deus.
“Eu não sei, e ninguém sabe. Na verdade, Jesus nos advertiu contra a tentativa de fazer previsões precisas sobre a sua vinda, ou mesmo afirmar que sabemos, embora ao longo dos séculos alguns tentaram (e falharam)”, asseverou Graham.
O evangelista disse não ter dúvidas que esse dia virá. “Quando isso ocorrer será tarde demais para nos arrependermos e sermos salvo. Mesmo que a morte chegue para nós antes disso, o momento de colocar nossa fé e confiança em Jesus é agora – não depois”, finalizou. Com informações de Christian Today

“Parem de tentar adivinhar quando Jesus irá voltar; preparem-se”.

O programa “Mente Aberta”, da Rede Super de Televisão, entrevistou o pastor Leandro Almeida, líder do ministério “Do olhar ao Altar” para falar sobre namoro cristão.
Na entrevista com o apresentador Cássio Miranda, o pastor explicou o assunto tendo a Bíblia como fundamento, dizendo que sua principal missão é ajudar a juventude a viver um relacionamento segundo a vontade de Deus.
“Esse é o tema que a gente mais gosta de falar. Essa é a nossa missão de vida, ajudar a juventude a viver um relacionamento como Deus quer”, disse o pastor.
O ministério “Do olhar ao Altar” existe há quatro anos e tem atuado especificamente com solteiros, namorados e até casados que buscam por ministrações próprias para relacionamentos.
Além das igrejas, o pastor Leandro Almeida e sua esposa, Aline, também usam as redes sociais para compartilhar mensagens sobre relacionamentos, inclusive sobre santidade e namoro santo.
“Namoro cristão que não tenha como objetivo o casamento não há razão para existir”, diz ele que entende ser natural sentir o desejo sexual. “Ter o desejo sexual é sinal de saúde, satisfazê-lo antes da hora, aí que é o pecado”.
O pastor usa sua própria experiência para explicar sua posição sobre o verdadeiro sentido do namoro e noivado. “Eu noivei com a Aline quando a gente estava com a data de casamento marcada. A gente marcou a data primeiro e depois noivou. Qual o objetivo do noivado? É uma preparação mais concreta do casamento”.
Ele deixou claro na entrevista que o namoro precisa ter um propósito. “Namoro sem propósito abre muita brecha pra você arrebentar a sua vida. Como diria uma amiga, ‘namoro não é passatempo, passatempo é biscoito'”, disse. Veja o programa no Youtube.

Namoro não é passatempo, passatempo é biscoito.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Os cristãos na Coreia do Norte enfrentam estupros, torturas, escravidão e são mortos simplesmente por causa da sua fé, comprova um novo e contundente relatório da Christian Solidarity Worldwide (CSW).
A CSW, ONG inglesa que luta pela liberdade publicou este mês o relatório “Total Negação: Violações de Liberdade de Religião ou Crença na Coreia do Norte”, que mostra como não existe liberdade de religião ou crença no país liderado pelo ditador Kim Jong-Un.
“As crenças religiosas são vistas como uma ameaça à fidelidade exigida pelo Líder Supremo, então qualquer pessoa que mantenha a fé acaba sendo severamente perseguida”, afirma o documento. “Os cristãos sofrem de modo significativo por que o partido comunista que lidera o país os rotula como antirrevolucionários e imperialistas.”
Entre os casos documentados de violência contra os cristãos há casos de pessoas “colocadas em uma cruz com uma fogueira embaixo, esmagados por um rolo compressor, jogados de cima de pontes e pisoteados até a morte”.
Outros crimes bárbaros incluem “execuções sem julgamento, extermínio, escravidão/trabalho forçado, transferência forçada de população, prisões arbitrárias, torturas, perseguição, sequestros, estupro e violência sexual, entre outros atos similares”.
Existe uma política de “culpa por associação”, em muitos casos, fazendo com que os parentes dos cristãos também sejam presos, mesmo que não professem a fé cristã, ressalta o relatório.
Embora oficialmente sejam conhecidos apenas 13.000 cristãos na Coreia do Norte, acredita-se que o número real seja muito maior. Existem 121 locais de culto religioso na Coreia do Norte, afirma o Centro de Dados dobre Direitos Humanos da Coreia do Norte, incluindo 64 templos budistas, 52 templos Cheondoista, três igrejas protestantes, uma catedral católica e uma igreja ortodoxa russa.
As cinco igrejas ficam na capital, Pyongyang, no entanto, analistas acreditam que elas servem apenas para tentar mostrar uma boa imagem da Coreia do Norte diante da comunidade internacional, pois não há cultos.
Segundo informações de missões, existem 500 igrejas domésticas na Coreia do Norte, formadas principalmente por pessoas cujas famílias eram cristãos antes de 1950 – início da Guerra da Coreia que dividiu o país. No entanto, eles não poderão estabelecer líderes nem usar materiais religiosos.
O ministério Cornerstone International, que trabalha com os cristãos naquela região, estima que existam entre 200 e 300 mil cristãos norte-coreanos vivendo no país, que não são reconhecidos pelo governo, a verdadeira igreja subterrânea.
Eles são obrigados a praticar sua fé em segredo, pois se forem pegos, serão enviados para campos de trabalhos forçados, bastante conhecidos pela população. Um homem que conseguiu fugir de um deles explicou à CSW que conheceu um prisioneiro que foi enviado para o campo simplesmente porque tinha passado um mês na China estudando a Bíblia.
Templos abertos, mas vazios


Os cristãos não são o único grupo religioso a sofrer sob o regime comunista. Budistas e Cheonistas [crença tradicional coreana] também são tratados como inimigos da revolução, embora a CSW acredite que “o regime pode ter um maior grau de tolerância com as crenças consideradas nativas da Ásia ou da península coreana”. Um dos principais argumentos contra as igrejas é que elas fariam parte de uma tentativa de dominação estrangeira.
Segundo o extenso relatório do CSW, os templos abertos parecem mais com museus que com   prédios de atividades religiosas. “Estas instalações, organizações e instituições permanecem abertas para mostrar a existência de pluralismo religioso e aceitação, mas a realidade é outra”, sublinha o material.
A CSW pede que a comunidade internacional apoie o encaminhamento da Coreia do Norte para o Tribunal Penal Internacional, onde será investigada todas as suas violações de direitos humanos.
Sua petição diz que “Muitos norte-coreanos estão sofrendo por causa de sua fé, e a comunidade internacional precisa agir urgentemente para acabar com a impunidade e garantir a prestação de contas… Todo esforço deve ser feito para buscar a responsabilização e justiça para o povo da Coreia do Norte, que sofre abusos dos direitos humanos em uma escala sem paralelo no mundo moderno”.Com informações de Christian Today

Cristãos são crucificados, queimados e esmagados na Coreia do Norte.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

A paz do Senhor!!
Hoje falarei sobre a  igreja de Tiatira.
A igreja de Tiatira ao contrário de Éfeso, era conhecida pelo amor,porém foi repreendida pelo Senhor por tolerar o pecado.
Ela (tiatira) tinha qualidades,era rica em obras,suas últimas obras eram maiores do que as primeiras,mas tolerava Jezabel, uma mulher se dizia profetiza e enganava os fiéis  e colocar os mesmos no caminho da prostituição e idolatria(Ap 2.20).
O amor tudo suporta,mas não tolera o erro e desconhece o que é certo.Deus ama o pecador ,todavia odeia o pecado.Vigiemos e Oremos e busquemos no Senhor Jesus  o amor verdadeiro,perfeito e íntegro.

Você Sabia? nos livros da Bíblia Ester e Cantares de Salomão não tem a palavra DEUS!
Fiquem na paz!!!
Por Tatiane Soares
Geração Jovem

Não devemos tolerar o pecado!

 
Geração Jovem - Site Oficial © 2016 - Vamos Mudar o Mundo. Todos os direitos Reservados - Fornecido por CC
PageRank