quarta-feira, 13 de setembro de 2017

,

A primeira tentativa de comercialização do espiritual

COMPARTILHE
Resultado de imagem para dinheiroLogo após Pentecostes o mágico Simão se viu empolgado com a mensagem do Evangelho pregada por Filipe em Samaria, chegando a se batizar nas águas "largando" sua atividade enganadora.

"E creu até o próprio Simão; e, sendo batizado, ficou de contínuo com Filipe; e, vendo os sinais e as grandes maravilhas que se faziam, estava atônito." Atos 8:13

Em seguida ao ver tantas coisas extraordinárias ocorrendo na vida das pessoas por meio de Pedro e João tentou "comprar" o Espírito Santo. 

"E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo, lhes ofereceu dinheiro, dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo." Atos 8:18,19

Ele largara sua antiga atividade e fonte de renda mas provavelmente sua imaturidade espiritual somada ao desejo de obtenção de riquezas fáceis o levou ao disparate de oferecer dinheiro Pelo Impagável... Em sua visão deficiente o Espírito Santo era um produto...

Provavelmente a intenção de Simão de "comprar" o Espírito Santo era para "revendê-lo" a outras pessoas, assim transferindo seu antigo comércio com magia para o comércio com a Palavra de Deus.

Este absurdo não foi um fato isolado e restrito a um acontecimento registrado nas Sagradas Escrituras. Continua ocorrendo AOS MONTES dentro das mais diversas denominações, comunidades e congregações cristãs nos dias atuais. E muitas vezes com o incentivo e ensino de seus respectivos líderes. As ocorrências atuais são mascaradas mas tem o mesmo objetivo maligno: a comercialização do ESTRITAMENTE ESPIRITUAL. São muitos enganadores e uma multidão de enganados por "magias" travestidas de espiritualidade genuína...

Apesar de ter sido batizado nas águas Simão apenas adentrou na esfera de um ajuntamento. Largou uma atividade enganadora mas manteve uma essência corrupta. É provável que seu batismo tenha sido mera empolgação. Se fosse aplicado a questão do joio e do trigo ele certamente ainda seria joio. Suas intenções eram nebulosas. Ele queria transformar o cristianismo num negócio altamente rentável. A resposta que Ele ouviu diante de sua "proposta" foi um verdadeiro laudo espiritual. Foi dura e cortante mas com a misericordiosa possibilidade de arrependimento.

A inspirada resposta de Pedro a Simão é a resposta DIRETA do Espírito Santo aos que tentam COMPRÁ-LO (ainda hoje) fazendo-O de mercadoria:

"Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro. Tu não tens parte nem sorte nesta palavra, porque o teu coração não é reto diante de Deus. Arrepende-te, pois, dessa tua iniqüidade, e ora a Deus, para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração; Pois vejo que estás em fel de amargura, e em laço de iniqüidade." Atos 8:20-23

Iniquidade é o ato de ser mau, injusto, perverso...


Para o Geração Jovem,

Vinicius Brito - www.diantedoreino.org

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?