terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Ser evangélica não é bom para carreira artística, diz Mara Maravilha

COMPARTILHE
Aos 47 anos, Mara Maravilha afirmou em entrevista à Rádio Jovem Pan que pretende se “reinventar” como artista. Sua participação no reality show “A Fazenda”, da Record, rendeu muitas polêmicas.
“Fiquei com o estereótipo de evangélica. É bom para o meu lado pessoal, mas como artista não é bom na essência”, desabafou. “Quero mais do que nunca mostrar que sou uma artista e que sei me comunicar com o público”, disse Mara que tem planos para o novo ano.
“Não priorizei muito televisão [nos últimos anos], fiquei meio alérgica à televisão. Acredito que em 2016 que vai ser propício para voltar para a TV com um produto papo reto. Eu quero a Mara polêmica”, asseverou durante entrevista para o programa Morning Show, nesta segunda (28).
Ao ser questionada sobre o que mais deseja fazer, garantiu: “O meu grande projeto é estar no teatro, contando histórias dos anos 80, sobre Angélica, Xuxa, Menudo…”.
Ela foi uma conhecida apresentadora de programas infantis nas décadas de 80 e 90. Também trabalhou como jurada em programas de talentos. A baiana, que teve uma carreira de sucesso no mercado gospel é fiel da Igreja Universal do Reino de Deus.
Durante sua mais recente aparição na TV, no último domingo no programa A Hora do Faro, da Record, a décima eliminada d’A Fazenda 8 revelou que vai ser mãe ainda no primeiro semestre de 2016.
Após o fim de seu segundo casamento, ela está namorando o ator Gabriel Gomes. Explicou que o casal pretende adotar uma criança em breve. A cantora afirmou que se sente grávida “emocionalmente e mentalmente”. Com informações UOL e Yahoo

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?