segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

, , ,

Os açoites em Jesus.

COMPARTILHE

Olá meus queridos, hoje vou descrever um pouco como foi os momentos onde Jesus foi açoitado pelos soldados romanos, o Salvador do mundo passou por momentos muito difíceis, por nos amar tanto.
O que vou passar para você nesse momento, não está na Bíblia, porém é uma verdade que Jesus passou nos últimos momentos de vida.

Naquela época, havia o costume de pegar um prisioneiro e amarrar as suas mãos em um tronco de árvore ou em uma viga. Neste momento o prisioneiro estava sem suas roupas e, portanto suas costas estavam expostas diante de seus castigadores.
Então, os castigadores tomavam um pedaço de madeira, uma vara, e começavam a bater com aquela vara nas costas daquele prisioneiro. Era comum fazerem a contagem de quantas varadas o prisioneiro iria receber. Eles castigaram Jesus com 39 varadas, e podemos entender que quando Jesus recebeu aquelas varadas em suas costas, os órgãos internos foram sendo esmagados, começou a haver hemorragia interna e a dor era insuportável, tudo isso o Mestre sofreu por nos.


Quando eles terminaram de castigar a Jesus com as varas, começaram a lhe bater com o “flagelo”. Esta ferramenta de tortura, também era um pedaço de pau. Porém em sua ponta eles prendiam várias tiras de couro, era parecido com um chicote. Mas não era um chicote comum, pois ainda na ponta daquelas tiras de couro, eles fixavam retalhos de ferro. Aquele chicote então se tornava uma ferramenta que quando tocava a pele do prisioneiro, furava e rasgava o local onde batia.

Isso tudo aconteceu com o nosso Jesus, Ele estava ali amarrado naquela viga, começaram a dar chicotada com o “flagelo”. Quando a ponta daquele chicote acertava as costas de Jesus, acontecia que vários buracos se abriam. Deram tantas chicotadas nEle que suas costas foram retalhadas. A carne de suas costas ficou como se fosse carne moída.

Tudo isso Ele fez pensando em mim e você, você pode imaginar comigo como foi esse tão grande sofrimento do Mestre?  Tudo isso para nos salvar da perdição eterna, não podemos jamais esquecer esse tão grande sacrifício.

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Isaías 53:4.


Por Rinaldo Ribeiro
Geração Jovem
Algumas informações retirada do livro Deus é Fascinante, Christian Clayton

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?