sexta-feira, 5 de junho de 2015

,

Ex-soldado do Estado Islâmico se converte ao sonhar com “homem de branco”.

COMPARTILHE
Todas as vezes que surge um testemunho de algum muçulmano que se converteu após um sonho com Jesus, há quem comemore e quem desconfie.
Para muitos líderes essa questão é delicada, mas quando o convertido em questão é um ex-integrante do Estado Islâmico a coisa toma outra proporção. Seu nome não pode ser revelado por razões de segurança, mas mesmo tendo matado muitas pessoas em nome do ideal islâmico teve um sonho onde “um homem de branco” lhe diz: “você está matando o meu povo”.
A reconhecida missão Voz dos Mártires –de apoio a Igreja Perseguida – possui um programa de rádio e esta semana entrevistou Gina Fadely, uma das diretoras da Jovens com uma Missão (Jocum). A organização missionária não-denominacional possui obreiros em praticamente todos os países do mundo.
Juntamente com Kevin Sutter, outro líder da Jocum, eles compartilharam este testemunho do ex-perseguidor que lutava em nome da jihad, mas agora está do outro lado dessa “guerra santa”. Mesmo confessando que “realmente gostava de matar os cristãos”, teve alguns sinais de que aquilo era errado.
Além de sonhos com um homem de branco (que ele identifica como Jesus), pouco antes de matar um cristão ouviu algo surpreendente de uma de suas vítimas. “Eu sei que você vai me matar, mas lhe dou a minha Bíblia”. Após ter matado aquele homem cristão que ele sequer sabe o nome, realmente ficou com a Bíblia e começou a lê-la. Em outro sonho, Jesus pediu-lhe para segui-lo e ser seu discípulo.
Embora não deem maiores detalhes, os missionários afirmam que o ex-EI abandonou o islamismo e está comprometido com o Evangelho. Fadely fez a inevitável comparação com o apóstolo Paulo, que também perseguia os cristãos. “Deus pode mudar tudo”, enfatizou.
Desde seu surgimento, primeiramente como ISIS e depois como Estado Islâmico, há dois anos, os extremistas fazem uma campanha sangrenta para estabelecer um califado que abrangeria desde o Norte da África, passando por todo o Oriente Médio e chegando até a Europa.
Seus métodos são cruéis e envolvem fuzilamentos, apedrejamentos, crucificações e decapitações de cristãos, e até mesmo de muçulmanos que se opõe a eles.
Todd Nettleton, apresentador do programa da Voz dos Mártires e que entrevistou os diretores da Jocum, pediu no final da gravação que todas as vezes que os cristãos ouvirem falar mais atrocidades cometidas pelos militantes do EI, devem orar por eles, pois “não estão fora do alcance da graça de Deus nem do toque do Espírito de Deus.” Com informações de Christian Post

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?