quinta-feira, 21 de maio de 2015

, ,

Agir da mesma forma que nossos ofensores resolve alguma coisa?

COMPARTILHE
[..] porque o ânimo sereno acalma grandes ofensores.
Eclesiastes 10:4


Quando a palavra de Deus nos confronta, nos impelindo a mudanças e domínio do nosso eu; e então a ouvimos e acatamos na certeza de ser o melhor direcionamento, e nos submetemos mesmo que em dificuldade... Pode-se imaginar o sorriso de Jesus pelo fato de fazermos a Sua vontade e o ódio do diabo por não mais poder agir através de nossa personalidade.


Não é fácil responder provocações com calmaria. Nem a ira com a paz. Mas se nos sacrificamos e o fazemos pelo Nome d'Aquele a Quem dizemos servir só temos de ganhar - neste mundo e eternamente.

Quando nos deixamos levar pela ira e pelas indignações, mesmo com todas as razões, e agimos carnalmente - acabamos por perdê-la no final, devido aos procedimentos impensados e palavras mal colocadas (típicas dos momentos de turbulência).

Quando esses momentos vierem, respire, lembre-se desta mensagem do Espírito Santo.

Se agimos do mesmo modo que nossos ofensores, acusadores e caluniadores qual a diferença entre servir a Jesus e ao mundo, se não andamos como ele determina, e resolvemos pagar o mal com mal?

Jesus quando por este mundo passou foi o mais ofendido e incompreendido de todos. Qual foi a reação d'Ele, caro leitor?

Não vale a pena sujar a reputação, sobretudo o coração e a alma por coisas tão pequenas (e que por falta de visão fazemos grandes) pertencentes a um mundo tão podre.

Ouça este tema "Eternamente", interpretado pela Denise Cerqueira, (música bem antiga) mas que fala um pouco sobre nos colocarmos contra os males que porventura ainda estejam agindo em nossa personalidade:



Para o Geração Jovem,

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?