sexta-feira, 20 de março de 2015

Cristãos perdoam Estado Islâmico pelas atrocidades.

COMPARTILHE
No primeiro, uma menina iraquiana de 10 anos de idade chamada Miriam diz que perdoa o grupo radical por forçar sua família a abandonar sua casa na cidade de Qaraqosh. Há quatro meses vivendo em um campo de refugiados no Iraque, ela afirma que Deus tem provido o sustento de sua família e nada tem faltado. Ela sonha em voltar para o seu lar e reencontrar sua amiga Sandra, mas sabe que a sua vida está no controle do Senhor. O seu testemunho é uma verdadeira lição sobre amor e perdão.

O segundo apresenta um homem egípcio chamado Beshir, cujos dois irmãos foram decapitados na Líbia; suas mortes foram filmadas e exibidas pelo Estado Islâmico. Ela afirma que desde o império romano os cristãos têm sido martirizados por sua fé; “eu me orgulho de meus irmãos”, que foram considerados dignos de morrer pelo nome de Jesus.

Estima-se que os vídeos, mostrados pelo canal de TV por satélite do Oriente Médio SAT-7, tenham sido vistos por mais de um milhão de pessoas, tanto ao vivo quanto on-line.

Ambos os vídeos podem ser assistidos pelo youtube, porém estão legendados em inglês. Acesse os links e confira as histórias de Miriam e Beshir. 


Portas Abertas

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?