sábado, 24 de janeiro de 2015

O jovem cristão no mundo corporativo.

COMPARTILHE


Certa vez, um grande palestrante, muitíssimo respeitado, comentou sobre uma entrevista realizada com um famoso "guru" do mundo corporativo. Cinco perguntas foram-lhe direcionadas  acerca de temas extremamente relevantes, no que tange ao mercado de trabalho.  Eis, a seguir, a transcrição...
Certa vez, um grande palestrante, muitíssimo respeitado, comentou sobre uma entrevista realizada com um famoso "guru" do mundo corporativo. Cinco perguntas foram-lhe direcionadas  acerca de temas extremamente relevantes, no que tange ao mercado de trabalho. Eis, a seguir, a transcrição:
1ª Pergunta: "Ainda é possível ser feliz em um mundo tão competitivo?" 
Resposta: "Quanto mais conhecimento conseguimos acumular, mais entendemos que ainda falta muito para aprender. É por isso que sofremos. Trabalhar em excesso é como perseguir o vento! A felicidade só existe para quem consegue aproveitar agora, os frutos do seu trabalho."
2ª Pergunta: "O profissional do futuro será um individualista?"
Resposta: Pelo contrário! O azar será de quem ficar sozinho, porque se cair, não terá ninguém para ajudá-lo a levantar."
3ª Pergunta: "Que conselho o Sr. daria aos jovens que estão ingressando no mercado de trabalho?"
Resposta: "É melhor ser criticado pelos sábios, do que ser elogiado pelos insensatos. Elogios vazios são como gravetos atirados em uma fogueira!"
4ª Pergunta: "E para os funcionários que têm chefes centralizadores e perversos?"
Resposta: "Muitas vezes os justos são tratados pela cartilha dos injustos, mas isso passa! Por mais poderoso que alguém pareça ser, essa pessoa ainda será incapaz de dominar a própria respiração!"
5ª Pergunta: "O que é, exatamente, sucesso?"
Resposta: "É o sono gostoso! Se a fartura do rico não o deixa dormir, ele estará acumulando, ao mesmo tempo, a sua riqueza e a sua desgraça!
Diante de tamanha sabedoria, alguém exclamou: "belas e sábias respostas!" 
Um importante detalhe, porém, é que este tal "guru" nunca existiu! Após apresentar as devidas desculpas, foi explicado que aquilo era, de fato, uma figura criada pelo famoso palestrante, afim de obter a atenção de seus ouvintes! As respostas apresentadas, ainda que extremamente atuais, foram extraídas de um livro escrito há mais de 2.300 anos: o Eclesiastes, do Antigo Testamento! "O problema", dizia o palestrante, é que, "se isso fora dito a princípio, muita gente talvez não tivesse interesse em ouvir."
Seja nas atividades eclesiásticas, ou no mundo corporativo, a Palavra de Deus sempre terá as orientações necessárias que o jovem cristão necessita!
Ev. André Alencar
Vice-dirigente da EBD no Templo Central - IEADPE

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?