terça-feira, 31 de março de 2015

,

Bem-aventurados os perseguidos.

COMPARTILHE
“Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus (Mt 5.10). É interessante constatar que o Mestre Jesus aborda a realidade da perseguição aos que seguem a justiça, logo depois de ter ensinado sobre a paz aos seus discípulos. O que pode parecer um paradoxo, na verdade é a revelação de uma realidade espiritual: somos aborrecidos porque caminhamos em direção contrária aos princípios deste mundo (I Pe 4.4).

Ser perseguido por causa da justiça é sofrer hostilização e maus tratos por amor ao Senhor, em consequência de um estilo de vida que se contrapõe às regras e costumes equivocados deste mundo imerso no pecado. Jesus falou que esta perseguição ocorre em função de nossa lealdade a Ele: “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa (Mt 5.11). Esta disposição contrária ao nosso modo de viver, é um credenciamento de nossa fidelidade diante dos céus, porque nos eleva a um patamar espiritual alcançados por grande servos de Deus, expoentes da vida cristã: “…porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós” (Mt 5.12). Além disso, Jesus nos dá a certeza da recompensa por nossa constância na fé, que é a conquista do reino dos céus.

Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse; Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis. Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus; quanto a eles, é ele, sim, blasfemado, mas quanto a vós, é glorificado. Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios; Mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte” (1 Pe 4.12-16).

Pr. Ailton José Alves

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?