quarta-feira, 3 de setembro de 2014

, , ,

Opinião - Deus não está morto.

COMPARTILHE

Finalmente eu vou escrever minha opinião sobre o filme evangélico Deus não está morto, tive  a oportunidade de assistir por duas vezes e com isso tirar algumas opiniões.
Antes de tudo preciso dizer a quem não assistiu ainda, que faça o quanto antes, não vai se arrepender .

O filme começa com imagens de vários estudantes fazendo suas inscrições para começar as aulas na universidade observamos que o diretor do filme foi objetivo e direto quanto ao assunto do filme, sem muitos rodeios o telespectador entende o tema e as historias que vão ser explorada.

Foram escolhidas histórias reais que sabemos que acontece no cotidiano de algumas pessoas, e com muita propriedade o diretor mostrou ao telespectador o grande desafio das pessoas que resolve ser cristão quando sua família segue outra religião como mulçumanos que é um dos temas mostrado no filme, temos também a história de uma militante de causas políticas e ambientais e sua luta ao saber que tem câncer, vemos também a escolha do protagonista Josh Wheaton (Shane Harper) que acaba perdendo sua namorada ao aceitar o desafio de provar a existência de Deus colocando em risco seu futuro.

Um filme para toda família assistir reunida, e com certeza passa uma mensagem que fica gravada em nossa mente.

Ao contrario de muitas criticas em sites que eu li, o filme passa a mensagem do evangelho sem complicação e a verdade querendo ou não Deus está vivo e Ele é a única solução para humanidade assim como o professor Ateu Jeffrey Radisson (Kevin Sorbo) revela que muitos dos que não acreditam em Deus e se tornaram Ateus é justamente por causa de algo que Deus não fez por eles no momento em que mas precisava, quando entendemos que Deus não é submisso a ninguém e não podemos questionar a vontade soberana do Criador.

O filme é um tapa na cara para os defensores de filosofias e histórias que tentam provar a inexistência de um Deus criador, creio que esse filme tem servido de instrumento de evangelização e tem tirado diversas dúvidas e com certeza através desse filme muitas vidas tem se convertido a Cristo.

O que eu acho interessante é a critica de alguns colunistas e blogueiros em relação ao filme quando falam que o diretor quis defender o cristianismo colocando pra traz outras religiões e eu quero dizer que essa é a intenção, não foi pregado religião no filme, mas a existência de um Deus é simples de entender não adiante querer criticar uma coisa que já era esperada, afinal é um filme evangélico e em outro comentário li que um desses “críticos” disse que só dava pra ver uma vez só e não concordo com você meu querido, dá pra assistir umas dez vezes se possível, mas quando se trata das coisas de Deus as pessoas sempre arruma um meio de evitar, mas a mensagem é essa mesmo, ou crer em Deus e o aceita como Salvador pra ir para o céu ou mesmo se crer, mas não houver conversão não adiantou de nada, a perdição eterna espera aqueles que não quer viver para Cristo e os que não acreditam o filme Deus não está morto prova que Ele existe e está bem vivo.

Por Rinaldo Ribeiro
Geração Jovem

2 comentários:

  1. O filme é bom, mas, de repente todo mundo só quer fazer crítica dele. Tá igual ao filme "Noé", que todo mundo falou, criticou e agora ninguém fala mais nada sobre ele. Existem outros filmes evangélicos além desse, seria bom falar sobre outros filmes também, porque todos só querem falar sobre "Deus não está morto" como se ele fosse o único filme cristão que existe.
    Paz.

    ResponderExcluir
  2. E também percebi que nesse site há "verificação de palavras". Seria bom tirar, pois isso atrapalhar muito o leitor na hora de postar.
    Paz

    ResponderExcluir

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?