sábado, 12 de julho de 2014

Porque os cristãos fracassam?

COMPARTILHE
O vaidoso é soberbo e a soberba é o caminho para o fracasso. Vamos colocar os versículos de modo positivo:
A humildade precede a prosperidade e a singeleza do espírito; a ascensão. (Pv 16.18 invertido)
O homem humilde gosta de quem o corrige; ele sempre pede conselhos aos sábios (Pv 15.12 invertido)
Para prosperar e ter uma vida cristã frutífera e segura é preciso haver humildade, que se manifesta na busca por irmãos mais velhos que corrijam e forneçam conselhos sábios.
Não será esta a causa do fracasso e dos escândalos causados por cristãos e muitos líderes? Por que caem em tentação? O que acontece que muitos não crescem, continuam como meninos na fé, mesmo depois de vários anos junto ao Corpo de Cristo? Por que algumas pessoas, que têm potencial, não avançam, não progridem, não vingam? Por que será que hoje, um número tão expressivo de líderes cedem à tentação e fracassam? O que está faltando hoje?
Mentoria.
Paternidade espiritual.
Discipulado
Ou qualquer outro nome que você queira dar a um relacionamento em que um irmão conta com outro mais experiente para ajudá-lo e servi-lo.
Quem é o seu mentor? Quem é o seu pai (mãe) espiritual? De quem você é discípulo? Eu sou da linha do pastor Abe Huber, que considero um mentor, através de seus livros e DVDs. Inclusive, nossa igreja está debaixo da visão do MDA, que foi idealizada pelo Pr. Abe Huber.
Sabe qual é o segredo do sucesso desta visão? Discipulado um a um. Eu não acredito no sucesso de uma igreja em que o discipulado um a um não é incentivado. É muito importante que que haja sempre na igreja um ministrando sobre o outro. Um cuidando do outro. Um sendo parceiro espiritual do outro. Um pastor, um evangelista, um presbítero, um diácono, ou um membro que não está debaixo de um cuidado de mentoria ou discipulado não irá longe, não crescerá, não progredirá, não florescerá e caminhará solto.
Uma vida não disciplinada não é vivida com responsabilidade. Uma vida não supervisionada não é vivida com segurança.
Você presta contas a alguém? Você faz isto com frequência semanal, ou mesmo quinzenal? Pode ser até mensal. Alguém lhe pergunta sobre a sua vida financeira, seu ministério e vida familiar? Existe algum irmão (ou irmã no caso das mulheres) que ressalte a importância da vida devocional, que lhe pergunte sobre o tempo que você tira com Deus, em oração solitária, ou ainda quer saber como você lê a Bíblia devocionalmente. Quem o confronta?
Não importa a posição eclesiástica do cristão. Seja o pastor sênior, o mais antigo, ou mesmo o cristão mais novinho, que se converteu ontem. Todos precisam da mentoria, da paternidade espiritual, caso contrário, problemas sérios se apresentarão, mais cedo ou mais tarde. Lembre-se de que:
O homem vaidoso não gosta de quem o corrige; ele nunca pede conselhos aos sábios. (Pv 15.12 NTLH)
Lembre-se ainda que a humildade precede a honra. Não fique sem ajuda, busque um mentor, hoje mesmo.


Amo Família

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?