quinta-feira, 19 de maio de 2016

,

Recados de Deus para um filho

COMPARTILHE
Olá meu filho(a), tudo bem ?
Sei que você pode achar um pouco estranho eu falar com você através de uma página de internet, é porque realmente eu estava precisando conversar com você. Filho(a), você tem passado tantas coisas, tantas lutas, tantas dificuldades e que por muitas vezes você não lembra mais de me chamar pra lutar com você, pra agir por você, você as vezes quer agir por impulso.
Filho(a), você antes quando passava por apertos você costumava chamar meu nome lembra ?, você falava: Jesuuuuuuuuuuuuuuus !, e eu ficava rindo, rindo sim, sabe porque ?, porque eu via que você estava a confiar em mim, daquele momento eu me levantava do meu trono e iria agir por você, mais hoje filho(a), você tem tempo pra tudo, pra sua namorada, pro seu namorado, pros seus amigos, pro seu facebook, pro seus compromissos, e pra mim você não tem mais tempo pra nada, não me chama mais pra ir pros lugares com você. Antes você conversava comigo e hoje você nem se quer no meu nome fala. Ah filho(a) !, eu queria tanto que você voltasse a reatar a amizade comigo, você está dentro da igreja, indo pros cultos, mais falta uma coisa em você meu filho, sentir da minha presença coisa que antes era constante na sua vida e que por causa do facebook e suas conversas que tens com seus amigos que te fez deixar de me sentir, de me buscar. Você jejuava, me buscava constantemente, até naquele dia que você foi fazer a entrevista de emprego você se consagrou a mim, pedindo que eu tomasse a frente e hoje ?, eu te procuro e não acho.
Eu já te falei filho(a) que eu estou perto de voltar, eu já usei os meus servos pra ir até você e falar o que eu tenho contigo, mais você não me ouve mais, você no momento que eu falo até chora, mais depois volta a errar, esquece das promessas, esquece das chamadas, esquece que sou seu pai, esquece que foi eu que te criei e até esquece que eu estou te vendo. Tem dias que eu me orgulho de você, quando você pega a bíblia ler minha palavra e ora, mais tem dias filho(a) que eu viro o meu rosto pra não ver o que você faz, quando fica com um e com outro(a), dá as saidinhas com os amigos, e até fala: quando eu voltar eu peço perdão a Deus. Mais filho(a) eu estou te vendo e tudo que você está fazendo eu tenho anotado em meu livro, e no dia do grande julgamento eu vou te mostrar e te perguntar porque você fez essas coisas.
Agora ?, você está achando que não é eu que estou falando por aqui através dessa coluna, você acha que não sou eu que estou utilizando das mãos desse jovem para falar, mais saiba que realmente sou eu, aquele que te criou que está a falar com você. Fui eu que te dei livramento, fui eu que te curei, fui eu que te tirei do mundo, fui eu que curei tua mãe, fui eu que te dei o emprego, fui eu, mais você não reconhece, sabe, isso as vezes me deixa muito chateado, mais saiba que se é uma coisa que eu não me canso é te perdoar das coisas erradas que você tem feito. Fico chateado com você, as vezes quando você ora eu fico em silêncio pra ver até onde vai a tua fé, quando você pediu aquela benção especial, sabe porque eu dei um não ?, porque não estava no tempo, mais você ficou emburrado, disse até que não queria ir mais pra igreja, mais eu contemplo tudo, eu vejo tudo, eu sei de tudo, eu sei o tempo certo de te dá as coisas, eu sei do que você precisa, mais eu sou muito cauteloso quanto a te dar bençãos, se eu te der o que eu quero te dá agora você não vai saber controlar, dirigir e comandar, é filho(a) o que eu tenho a te dar é grande, mais você não se importa mais com a chamada não é ?, só quer saber de facebook, de amigos, de zuar na escola e de mim não quer mais saber, buscar a mim você não tem mais prazer. Antes você clamava por mim, hoje tá nem ai mais pra nada, não obedece mais a mãe, quando tua mãe manda você ir comprar o pão diz que não vai, e essas pequenas coisas eu tenho observado em você e você ainda tem que aprender a dar mais valor aquilo que você tem.
Se eu te coloquei no deserto não foi pra você ficar resmungando não, foi pra te ensinar como é que se depende totalmente de mim, mais pelo que vejo você não consegue entender isso. Mais saiba que eu ainda sou o seu amigo, eu sei que você não ora mais como antes, mais eu ainda sou o teu amigo. Sou eu que te consolo quando você tá triste, sou eu que vejo as tuas lágrimas antes de você pegar no sono, sou eu que vejo quando você está de cabeça baixa, sou eu filho(a) que ainda sou o seu amigo. Te dou um conselho, não conta teus segredos pros teus amigos não, porque quando você conta fica um espalhando pro outro e fica tudo rindo da sua cara, eu contemplo tudo isso, mais aqui estou te avisando, não confia nesses seus amigos, confia em mim, eu não conto pra ninguém. Tem segredos que você me contou a 2 anos atrás, você não lembra mais, mas eu lembro.
Você ainda está duvidando filho(a) que sou eu que estou falando aqui com você ?, não tem local certo pra eu falar filho(a), eu uso quem eu quero, quando eu quero, aonde eu quero, e se eu quero falar por essa coluna aqui no geração jovem quem impede ?, eu sou Deus e tenho todo o poder, o poder é meu e a glória é minha. Você está duvidando que sou eu que estou falando ?, dobre seus joelhos e venha perguntar se realmente sou eu que estou falando aqui. Venha me perguntar se eu sou que estou falando aqui.
É tempo de descer, descer, descer, descer .
Eu estou esperando você, descer, descer .
Porque estou te esperando pra falar com você .
Eu amo você .

Filho(a) não se esquece que apesar da sua distância, apesar de você não querer orar mais pra falar comigo, eu te amo, e sou o teu amigo, e ainda continuo de braços abertos esperando novamente a tua amizade e sua intimidade comigo.
                                                                              Abraços do seu paizinho .
Escrito por – Espírito Santo
Digitado por – Elson Elias
Colunista – Geração Jovem

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?