domingo, 11 de maio de 2014

, ,

Jamais deixaria o meu Jesus.

COMPARTILHE
Aos 14 anos de idade, Susan Ithungu, uma jovem cristã, foi severamente castigada por seu pai após ele descobrir que ela havia abandonado o islamismo e abraçado o cristianismo. Ele a agrediu e a deixou trancada em um quarto escuro, sem comida e sem água. Susan conseguiu sobreviver graças a seu irmão que, na ausência do pai, a alimentava. A jovem foi resgatada pela polícia e, depois, levada pela Portas Abertas para receber cuidados especiais de um casal de pastores no Quênia.

Foi-lhe perguntado como se sentia e se estava arrependida do que fez. Ela respondeu: "Eu sou feliz e não me arrependo. Eu jamais deixaria o meu Jesus, que morreu por mim". Devido à desnutrição, Susan perdeu o movimento das pernas.

Susan perdoou seu pai e isso a tem ajudado em sua recuperação. Uma das enfermeiras que cuidaram dela disse: "Susan é uma garota maravilhosa e não tem amargura no seu coração, o que ajuda na sua rápida recuperação". O objetivo de Susan é ser uma enfermeira também.

Continue orando por Susan e por seu país, Uganda.


 Fonte: portasabertas.org.br

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?