terça-feira, 8 de abril de 2014

O Propósito dos Dons Espirituais

COMPARTILHE
(I Co 12.8-11; 13.1,2)
INTRODUÇÃO
Veremos nesta segunda lição quais os propósitos dos dons espirituais para a Igreja, bem como o que a Bíblia nos ensina sobre este assunto; e por fim analisaremos algumas teorias contrárias a contemporaneidade destes dons onde estudaremos sobre a relação paulina mencionada em sua primeira carta aos coríntios capítulo 12 versos do 8 até ao 11.
I - O QUE SÃO OS DONS ESPIRITUAIS
“Dons Espirituais são meios pelos quais o Espírito Santo revela o poder e a sabedoria de Deus através de instrumentos humanos… (1Co 12.7,11)” (BERGSTÉN, 2007, p. 102). “Os dons do Espírito devem distinguir-se do dom do Espírito. Os primeiros descrevem as capacidades sobrenaturais concedidas pelo Espírito para ministérios especiais; o segundo refere-se à concessão do Espírito aos crentes conforme ministrado pelo Cristo que ascendeu aos céus (At 2.33)” (PEARLMAN, 2010, p. 319 - grifo nosso). Em resumo: “É uma operação especial e sobrenatural do Espírito Santo por meio do crente”. Vale ressaltar que os dons são do Espírito Santo e não daqueles através dos quais eles operam… e, através deles, o Espírito opera em quem quer, como quer, quando quer e onde quer, com a finalidade precípua de edificar a Igreja, o corpo vivo de Cristo (SILVA, 1996, p. 89).
II - PROPÓSITOS DOS DONS ESPIRITUAIS
O apóstolo Paulo explica que os dons são “faculdades divinas operando na pessoa humana”, capacitando homens e mulheres a servirem melhor a Deus no crescimento e edificação da Igreja: “Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil” (1Co 12.7). Ainda comenta o seguinte: “Porque desejo ver-vos, para vos comunicar algum dom espiritual a fim de que sejais confortados” (Rm 1.11). Analisemos os propósitos dos dons espirituais:
  • Edificar a Igreja (1Co 12.12-27; 1Co 14. 4, 5, 12);
  • Edificar o crente ( Ef 4.11-12);
  • Capacitar o crente a testemunhar de Cristo (At 6. 8-10; 1Co 2. 4,5);
  • Capacitar o crente para ganhar almas para Cristo (At 8.5-8; 9.32-42);
  • A glorificação do Senhor Jesus (Jo 16.14);
  • A confirmação da Palavra de Deus (Mc 16.17-20; Hb 2.3-4);
  • O crescimento da obra de Deus em qualidade e quantidade (At 6.7, 9.31, 19.20; Rm 15.19);
  • A Unidade da Fé e do conhecimento de Jesus (Ef. 4.13; 4.15; 2 Pe 3.18);
  • A Maturidade Cristã (Ef 4.13,14);
  • Utilidade no serviço cristão (1Co 12.7; Ef. 4.12; 1Pe 4:10).
III - O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE OS DONS ESPIRITUAIS
A expressão do apóstolo, em 1Co 12.1: “Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes”, sub-entende que, na Igreja Primitiva, os dons espirituais eram bastante frequentes. Cinco passagens do NT ensinam claramente que todo crente fiel está capacitado a receber algum dom espiritual (Rm 12.6; 1Co 7.7; 12.4-7; Ef 4.7; 1Pe 4.10). Em alguns cristãos, este dom encontra-se adormecido! Entretanto, a recomendação divina é que “despertes o dom de Deus, que existe em ti” (2Tm 1.6). Percebamos:

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?