sábado, 26 de abril de 2014

Dons de Poder - Luciano de Paula Lourenço


Texto Base: 1Corintios 12:4,9-11
“A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus” (1Co 2:4,5).
INTRODUÇÃO
Nesta aula estudaremos os Dons de Poder - Dom da Fé, Dons de Curar e Dom de Operação de Maravilhas. Aqui, a palavra Poder significa autoridade. Portanto, quando a Bíblia nos diz que o Senhor nos deu Poder, significa que ele nos conferiu autoridade. Assim sendo, os Dons de Podersão aqueles que mostram a Soberania de Deus, a sua Onipotência, a sua Autoridade sobre as forças da natureza, sobre o ser humano, sobre os demônios. Eles são concedidos pelo Espírito Santo à Igreja a fim de auxiliá-la na propagação do evangelho, para que o nome do Senhor seja glorificado. Através dos Dons de Poder a soberania de Deus sobre todas as coisas e a Sua presença no meio da igreja são confirmadas. Jamais devem ser utilizados para a exaltação pessoal.
I.  O DOM DA FÉ (1Co 12:9)“A outro, no mesmo Espírito, a fé” (1Co 12:9).
1. O que significa Fé? A definição Bíblica de Fé, bastante usual, está na Epístola aos Hebreus 11:1, onde se lê que “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não  onde se lê veem” (Hb 11:1). Esta definição mostra a total confiança e dependência que devemos ter em Deus.
A Fé é um elemento fundamental na vida espiritual do crente, a ponto de a Bíblia dizer que “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11:6). Na caminhada para o Céu, a fé é o combustível e sem esta fé jamais conseguiremos chegar ao destino, ao fim das nossas almas: a salvação eterna. O apóstolo João também diz que a fé é a vitória que vence o mundo (1Jo.5:4), de forma que podemos muito bem inferir que todas as promessas maravilhosas feitas por Jesus à Igreja, constantes das sete cartas às igrejas da Ásia (Ap 2:7,11,17,26;3:5,12,21), estão destinadas somente aos que têm fé, vez que foram dirigidas aos que vencerem e só vence, como explica João, quem tem fé. Por fim, não nos esqueçamos que, como diz Paulo, Deus só requer uma coisa dos crentes: que todos sejam fiéis (1Co.4:2). Aprender sobre a Fé é essencial para quem deseja viver eternamente com o Senhor.
Explicando o que é Fé Natural, Fé Salvadora e Fé Ativa
- Fé Natural. É a chamada fé esperança, fé intelectual. Esta fé nasce com o homem, faz parte da natureza humana. Ela é essencial para a vida sobre a face da Terra.  É a crença baseada na habitualidade ou no raciocínio humano. Assim, quando nos sentamos em uma cadeira, cremos que não iremos cair e que a cadeira nos aguentará, apesar de sermos mais pesados do que ela. Quando estendemos um braço num ponto de ônibus fazendo sinal para que ele pare, cremos que o motorista irá parar e abrir a porta para que entremos e assim por diante.
A Fé Natural dá ao homem motivação para lutar, para progredir, para superar dificuldades. Quando o homem perde a Fé Natural, ele cai no desânimo, perde a vontade de viver, de lutar. É ela que faz com que o homem seja um ser religioso, faz com que ele creia sempre em algo, ou alguém superior a ele. Ouvindo falar de um Deus Criador, ele, com facilidade, crê na sua existência - “Tu crês que há um só Deus? Fazes bem…”(Tg 2:19), ou seja, nisto não há nada de excepcional. E Tiago acrescenta: “… também os demônios o creem e estremecem”. Não ouvindo falar de um Deus Criador, então o homem inventa os seus próprios “deuses”. Ele sente necessidade de crer. Porém, este crer, mesmo que seja no Deus Verdadeiro, através da fé natural, não muda nada em sua vida.Esta fé nada representa no campo espiritual, é fruto da lógica humana. Os cientistas e filósofos têm chegado à conclusão de que toda atividade intelectual tem uma dose de fé, e esta fé é a fé natural, que, entretanto, não pode ser o critério, o parâmetro a ser seguido pelo servo de Deus. É óbvio que o servo do Senhor também possui esta fé, pois se trata de um ser humano, mas não pode deixar que esta fé seja o seu guia exclusivo. Este, aliás, é o sentido da afirmação de Paulo, de que devemos andar por fé e não por vista (2Co 5:7).
- “Fé Salvífica” ou “Fé Salvadora”. É a crença de que Jesus é o único e suficiente Senhor e Salvador de nossas vidas. Quando alguém dá crédito à pregação do Evangelho, considera-se um pecador e se arrepende dos pecados e crê que Jesus pode perdoá-lo e se submete à vontade de Deus, crendo que Jesus pode dar-lhe a vida eterna e levá-lo ao Céu, age com a “fé salvadora” ou “fé salvífica”. Esta fé não nasce no homem, mas é dom de Deus (Ef 2:8). Através da Palavra de Deus(Rm 10:17), o Espírito Santo convence o homem do pecado, da morte e do juízo (João 16:8-11) e, deste modo, o homem crê e, mediante esta fé, é justificado (Rm 5:1), ou seja, posto numa posição de justo diante de Deus, o que lhe permite ter paz, isto é, comunhão com Deus, sendo vivificado em Cristo. Esta Fé é a que concede salvação para o homem. Logo, não é bíblico orar pedindo fé.  Ou o homem é nascido de novo e já recebeu a fé, ou não é nascido de novo, e não tem fé. Aquele que já tem, não precisa pedir; aquele que não tem, não adianta pedir - “… nós sabemos que Deus não ouve a pecadores…”(João 9:31). Segundo a Bíblia, a fé não vem pelo pedir, mas, pelo ouvir. Não adianta pedir porque não está escrito que a fé vem através da oração, ou pelo pedir, mas, sim “… pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus“(Rm 10:17). O que é bíblico é orar pelo crescimento da fé, como pediram os discípulos - “Disseram então os apóstolos ao Senhor: acrescenta-nos a fé“(Lc 17:5). Eles não disseram: “dá-nos fé”, mas, “acrescenta-nos a fé“. Acrescentar significa ajuntar alguma coisa à outra para torná-la maior.
- Fé Ativa. É a confiança absoluta em alguém ou em algo. É precisamente este o significado em que se deve entender fé enquanto Fé Ativa. Esta Fé é exercida diariamente pelo cristão, após ter aceitado Jesus como seu Senhor e Salvador. Trata-se da atitude de confiança em Deus, de crédito à sua Palavra, às suas promessas. Somente podemos dizer que temos fé se dermos crédito à Palavra de Deus e dar crédito à Palavra de Deus é fazer o que Ele manda ali. Esta fé é o combustível que nos leva a caminhar em direção à Jerusalém celestial. É o elemento que nos faz superar todos os obstáculos e a enxergar as circunstâncias sob o prisma espiritual. Foi esta Fé que fez com que os antigos vencessem todas as dificuldades, como nos mostra o escritor aos Hebreus no capítulo 11. É esta Fé que nos faz vencer o mundo (1João 5:4).Portanto, todos os salvos têm Fé Salvadora e Fé Ativa, mas nem todos são contemplados com o Dom da Fé. Este Dom é dado, conforme a vontade do Espírito Santo, para o desenvolvimento e expansão do Reino de Deus, para que seu nome seja glorificado.
2. A Fé como Dom. ”A outro, no mesmo Espírito, a fé” (1Co 12:9). O Dom da Fé trata de uma confiança extraordinária, especial, que faz com que pessoas tenham uma crença pontual além dos limites do imaginável e que, mediante esta confiança, realizem coisas que estão além do alcance da imaginação humana. Temos sempre ouvido ações e gestos de servos do Senhor que, tomados pelo Espírito com uma fé excepcional, agem de acordo com a vontade de Deus e servem para a sua glorificação.Não se trata da fé para salvação, mas de uma fé sobrenatural especial, comunicada pelo Espírito Santo, capacitando o crente a crer em Deus para a realização de coisas extraordinárias e milagrosas. É a fé que remove montanhas (Mc 11:22-24) e que frequentemente opera em conjunto com outras manifestações do Espírito, tais como as curas e os milagres.
3. Exemplo bíblico do Dom da Fé. Este Dom só se manifesta quando surge uma necessidade. Foi o que aconteceu com Paulo no navio que o levava a Roma. Ele usou de autoridade para impedir que algum mal se fizesse aos presos e, assim, sendo um simples prisioneiro, dirigir e comandar a própria salvação de todos os que ali estavam (At 27:30-36). Também, o Dom da Fé é visto na operação da cura do coxo na porta do Templo, registrada em Atos 3.Pedro teve a fé milagrosa para ordenar ao coxo que levantasse e andasse em nome de Jesus. O profeta Elias tinha o Dom da Fé segundo o relato de 2Reis 1:10-12(o fogo do céu consome 100 homens).Outra demonstração de Fé registrada na Bíblia é episódio ocorrido no Mar Vermelho, logo após a saída do povo de Israel do Egito. Diante daquela situação sem saída, Moisés ergue-se como um gigante da fé ao encorajar o povo a não temer o inimigo que se aproximava vorazmente (Êx 14:13,14).

SOBRE O AUTOR

Rinaldo Ribeiro

Colunista & Editor

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido [...]" 1 Pedro 2:9a.

Postar um comentário

 
Geração Jovem - Site Oficial © 2017 - Vamos Mudar o Mundo. Todos os direitos Reservados - Fornecido por CC
PageRank