terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Onde está a gentileza masculina?

COMPARTILHE
Certo dia ao descer alguns andares num elevador de um prédio, junto a uma mulher desconhecida, fomos surpreendidas com a gentileza de um rapaz. Estávamos na porta do elevador e ele próximo a nós. Quando as portas se abriram ele logo se prontificou a segurá-las para que elas não se fechassem e nos prendesse; olhamos uma para outra com aquele ar de surpresa, e como se não bastasse, quando chegamos ao andar que iríamos descer, ele não saiu simplesmente na frente, quase nos atropelando, como era de se esperar, mas novamente segurou as portas e fez sinal para que descêssemos primeiro.
Então, pensei sobre o porquê da nossa surpresa. Os homens não deveriam ser sempre assim? Parece que não. Com a ascensão da mulher no mundo dos negócios, a independência financeira e profissional, muito também se mudou na atitude masculina, principalmente, no que se refere à gentileza.
Em toda parte é possível ver a grosseria dos homens do nosso tempo. Ao entrar num ônibus, sejam mulheres jovens ou idosas são empurradas, acotoveladas por homens que esqueceram ou sequer aprenderam a serem gentis.
Uma vez em frente à minha casa, ouvi um homem ridicularizar sua mulher de uma forma, que me perguntei se aquilo era possível. Acho que ele não era cristão…sinceramente, melhor não. Apesar que, infelizmente, hoje, muitos homens cristãos pouco têm se distinguido dos não cristãos no quesito gentileza. É o empurra-empurra para entrar ou sair do templo, falta de educação para pegar os melhores lugares; ceder o lugar, nem pensar, alguns até “fecham a cara”, quando isso é solicitado por algum diácono.
Rapazes, ser gentil não é só uma forma de conquista passageira, isso deve ser mantido ao longo dos anos. Ceder o lugar para uma pessoa idosa, ou mãe com criança no colo, na hora do culto, no ônibus, abrir a porta do carro para sua esposa, namorada, mãe, avó, segurar a porta do elevador, priorizar entrada de crianças e mulheres em lugares públicos são formas de gentileza, que precisam ser um hábito.
A gentileza de um homem não deve ser uma surpresa para as mulheres, que chegam a se entreolharem como fiz com a aquela moça. Pela nossa cara, o rapaz parecia um “ET”, ou seja, pensamos que um homem gentil é coisa tão rara que quando aparece algum, a gente nem acredita que ele possa ser do mesmo planeta.
Viver numa grande cidade onde muitas pessoas precisam conviver, entrar em lugares lotados e ainda ter que lidar com a intolerância, não é fácil. Ouso dizer que muitos homens dos nossos dias têm perdido até o senso de responsabilidade, de autoridade. As mulheres estão assumindo um posto que não pertence a elas biblicamente, porque os homens não estão dando conta. Mas isso é assunto para outro texto.
Precisamos orar pelos homens adultos e também crianças, para que aprendam e cresçam assumindo o papel que Deus destinou a eles, e que voltem um pouco às suas origens, sendo gentis, hospitaleiros. Diferente do que muitos pensam, a grosseria afasta as mulheres, já ser gentil é elegante, é uma forma de demonstrar o amor de Cristo, o cuidado pelo próximo.
Pense nisso!
“Cuidem para que ninguém retribua o mal com o mal, mas segui sempre o bem uns para com os outros e para com todos” (1Ts 5.15).
Fotos: Internet
::Nicibel Silva
niceletras@gmail.com
Lagoinha.com

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?