quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

,

Atentados contra cristãos banham de sangue o Natal no Iraque.

COMPARTILHE
Os cristãos são minoria no Iraque. Estima-se que sejam entre 400 mil e 600 mil pessoas. A violência contra eles não para nem no Natal.
Assim como em outros anos, a rede terrorista al Qaeda coordenou ataques a área cristã da capital Bagdá. Em 2010, dezenas de cristãos foram mortos após o ataque a uma igreja. Estima-se que 34 pessoas morreram em novos atentados hoje.
Um carro-bomba estacionado em frente a uma igreja matou pelos menos 26 pessoas e deixou 38 feridos que saíam da celebração de Natal. Mais duas bombas explodiram em um mercado no bairro de Doura, área cristã mais populosa da capital iraquiana. O saldo foi mais de 11 mortos e cerca de 50 feridos.
Segundo agências internacionais, a violência contra os cristãos chegou ao pior nível em cinco anos. Um dos motivos é político, pois os sunitas radicais ligados à al Qaeda tentam desestabilizar o governo liderado pelo primeiro-ministro xiita Nuri al-Maliki.
Os ataques do dia de Natal elevaram o número total de pessoas mortas neste mês no Iraque para 441. De acordo com estimativas das Nações Unidas, mais de 8.000 pessoas morreram no país desde o início do ano. Com informações BBC e CNN.

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?