terça-feira, 5 de novembro de 2013

Ciúmes é saudável até que ponto?

COMPARTILHE
“Ciúmes é como sal, na quantidade certa traz um tempero gostoso para o relacionamento, mas quando passa dos limites, estraga a comida!”
Existem diversos níveis de ciúmes. Vamos analisar alguns:
Sem sal. É aquele  relacionamentos onde um dos lados não sente ciúmes algum. A esposa/namorada pode estar cercada de homens bonitos e charmosos, mas o marido/namorado não sente nem cócegas. Ele confia “no seu taco” e na sua fiel parceira. Parece mentira, mas isso existe. É raro, mas existe. Em casos como este, normalmente uma das partes não se alegra com a total falta de ciúmes, e isso é preocupante, pois pensamentos perigosos começam a surgir: “Será que ele tem outra?”, “Será que ele não me acha atraente?” ou “Sou tão feia assim?”, o que pode levar a parte insatisfeita a provocar ciúmes para ser notada e se sentir amada.

Por outro lado, existe o ciúmes doentio. Há poucos dias compartilhei no blog um caso verídico a respeito deste assunto. Violência física e verbal são características fortes deste tipo de relacionamento. A vítima é tida como propriedade e prisioneira do cônjuge ou namorado(a). Não podendo sequer cruzar o olhar com alguém do sexo oposto, correndo inclusive risco de morte. Como eu disse para vítima que sofria tais abusos, casos como este precisam de tratamento e ajuda imediata! Recomendo que leia: Agressão física e verbal: caso verídico!

Existe também aqueles casos em que uma das partes possui todos os motivos para sentir ciúmes. Se o cônjuge não se comporta como uma pessoa comprometida, é a mesma coisa de estar cutucando a onça com vara curta. É destruir o relacionamento com as próprias mãos! Uma pessoa casada ou comprometida deve se comportar como tal. No texto Me apaixonei por outra pessoa, identifiquei uma série de comportamentos inadmissíveis para uma pessoa que assumiu estar em um relacionamento sério. Se você não está definitivamente disposto a se comportar desta maneira, então não insista no relacionamento. Seja honesto o suficiente e diga: “Eu quero mesmo é curtir a vida!”.
Mas como descobrir se o nível de ciúmes no seu relacionamento é saudável? Simples, “o amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.” Rm 13:10. O segredo é perceber se suas atitudes e comportamentos tem prejudicado de alguma forma seu cônjuge ou namorado(a) . Uma conversa franca e transparente pode resolver este problema. Se o excesso de ciúmes (ou a falta dele) tem trazido discórdia ou qualquer outro tipo de desentendimento, é porque a quantidade de sal passou dos limites.
Empurrar o problema com a barriga só piora a situação. Se tem incomodado, o momento de resolver é agora! Se o teu ciúmes tem te levado a vasculhar bolsas, celulares, redes sociais, extratos bancários, e-mails, fazer ligações a todo momento, aparecer no serviço em horários inesperados ou inundar sua mente de pensamentos como: “Será que ele(a) esta me traindo?”, “Será que ele(a) está mesmo trabalhando?”, “Será que ele(a) estava mesmo falando com aquela pessoa no celular?”, é hora de se preocupar e agir!
A primeira coisa a se fazer é dizer para si mesmo: “Não, isso não é normal e eu preciso de ajuda!” Converse com seu parceiro(a), coloque pra fora os motivos da sua angústia e perseguição, orem juntos à Deus para que Ele os fortaleça e direcione, e busquem corrigir o sal no relacionamento de vocês. É hora de juntos tomarem um belo copo de água. Mas não uma água qualquer, e sim aquela que sacia a sede por toda eternidade!
“Jesus respondeu: “Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna” João 4:13-14
E como fazer isto Dani? Como beber desta água? Recomendo que iniciem lendo dois textos: Será que meu caso tem solução? e Você realmente tem fé? Será?. Leiam juntos o coloquem em prática. Dessa forma, o próprio Deus os fortalecerá e direcionará. E muito em breve estarão desfrutando de um relacionamento com o sal na medida certa! Eu creio!
fonte:Não morda a maçã.

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Se Jesus voltasse hoje você subiria?