domingo, 7 de julho de 2013

Portas Abertas divulga relatório das atividades realizadas em 2012.

COMPARTILHE
ministério Portas Abertas Internacional divulgou o relatório com o balanço dos trabalhos realizados em 2012 mostrando que um grande impacto evangelístico foi realizado pelos missionários que recebem apoio da instituição.
Para se ter uma ideia, o “Relatório de Impacto Portas Abertas” mostra que 2,4 milhões de Bíblias foram distribuídas em diversos países do mundo. Entre os países que receberam exemplares das Escrituras está o Sri Lanka, Bíblias traduzidas para o idioma local alcançaram dezenas de pessoas que antes não tinham contato com a Palavra de Deus.
O Portas Abertas também ofereceu treinamento para mais de 219 mil pessoas, incluindo cursos de introdução teológica, formação de professores de escola dominical, aconselhamento de traumas e outras aulas ministradas para aqueles que desejam levar o Evangelho para os quatro cantos da Terra.
Fora isso, os projetos comunitários desenvolvidos pelo Portas Abertas alcançaram 207 mil pessoas, esses trabalhos envolvem a formação profissional, assistência médica, restauração de igrejas e apoio financeiro.
Na Etiópia, uma cristã que estava grávida de oito meses teve sua casa invadida, seu esposo, que era evangelista, foi morto e ela conseguiu sobreviver e salvar a criança. Junto com a igreja local o Portas Abertas financiou a abertura de quiosque onde a mulher passou a vender café etíope, chá e assados. Muitos outros casos semelhantes contaram com o apoio do ministério.
O porta-voz do Portas Abertas International, Jerry Dykstra comemorou as atividades que foram concluídas, que auxiliaram muitos cristãos e deram grandes oportunidades para os mais diferentes povos.
“Por mais de 58 anos, a Portas Abertas tem trabalhado em prol de cristãos perseguidos em alguns dos lugares mais perigosos da Terra. E, durante o ano passado inteiro, Deus abençoou o ministério”, disse ele.

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?