quinta-feira, 18 de julho de 2013

Naldo diz que compõe músicas gospel e pensa em ser pastor.

COMPARTILHE

cantor-naldo

Naldo Benny, antes conhecido como MC Naldo, afirmou que tem “muita vontade de ser pastor”. A ligação com a religião vem de família, que é evangélica e membro da Assembleia de Deus, e sempre é mencionada pelo cantor.
Funkeiro, conhecido por letras de temática explicitamente sexuais, Naldo Benny diz saber que o sucesso como artista pode passar e que toma cuidado para não sucumbir à vaidade.
“Eu sei que acima de mim tem um Deus muito maior do que essa onda de popstar, milhões de pessoas me seguindo. Curto muito isso, não vou negar. É maneiro, ralei pra caramba pra chegar nisso. É ótimo poder ajudar minha família financeiramente, poder comprar as roupas e os perfumes que acho legais… Mas só Deus é a potência máxima. Brincar com a vaidade é muito perigoso. Ouvir toda hora “Você é f…” me leva pra esse caminho, só que eu não me deixo perder. Se eu não me dedicar, o sucesso acaba”, declarou o cantor, durante uma entrevista ao site do jornal Extra.
Questionado a respeito das letras polêmicas, Naldo Benny diz que sabe que muitos reprovam suas músicas, e se justifica dizendo que esse é o seu trabalho: “Sou sexual por natureza, é meu jeito de ser. Herdei a religiosidade dos meus pais (que são guardiões da Assembleia de Deus) e tenho amigos que são pastores. Fora a minha mãe, que pediu pra eu mudar um pouquinho alguns versos, eles não me recriminam, não. Sabem que é o meu trabalho, que estou conseguindo o meu sustento com o suor do meu rosto. Isso é bíblico, isso é de Deus. Minha crença é o Evangelho. Pouca gente sabe, mas também componho músicas gospel…”, revelou.
O cantor diz que ainda não gravou músicas de temática cristã por uma questão de agenda: “Penso nisso. É só falta de tempo mesmo… Compor dentro dessa temática me faz muito bem. Não puxo para o lado da religião, porque cada um tem a sua, mas é sempre bom valorizar a família. Música é algo mágico [...] Se amanhã eu não quiser mais cantar e for me dedicar à igreja, como meu pai, minha mãe, minha irmã e meu cunhado, pode ser que aconteça. Tenho muita vontade de ser pastor. O dom da palavra é um lance que necessita de estudo, mas acho bom falar de Deus através da música”, afirmou. Gospel Mais

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?