segunda-feira, 15 de julho de 2013

É mais fácil receber as criticas pelo divorcio que as muitas flores da traição.

COMPARTILHE

Depois de inúmeras especulações em torno da separação da cantora Vanilda Bordieri, com o produtor musical Melk Carvalhedo. Vanilda decidiu falar pela primeira vez sobre o assunto.

Em entrevista ao blog Olhar Pentecostal Vanilda abre o coração  e diz estar feliz depois de muito tempo.

Leia a declaração da cantora:



“Estou de pé, feliz e pronta pra refazer a minha vida sentimental, se é que ela existia.
As pessoas envolvidas, são do meio, prefiro não declarar os nomes pra não escandalizar, amigos, fãs e principalmente o evangelho.

Virei espectadora da hipocrisia que envolve essa historia. Tenho minha parcela de culpa, por não ter sido mais rígida antes. Me rotularam de barraqueira pra encobrir as atitudes vergonhosas de certas pessoas.

A culpa sobrando pra mim, qualquer suspeita e descartada. As pessoas sempre me culparam, por meu temperamento, porém não pensaram em preservar seu caráter integro como o meu.

Fui alvejada de falsidade, mas eu não morri porque Deus teve misericórdia de mim, é mais fácil, receber as criticas pelo divorcio que as muitas flores da traição. Sou de difícil convívio, mas não abriria mão de um casamento por incompatibilidade de gênio, Não acredito nisso. Mas o que destrói qualquer relacionamento, tanto conjugal, familiar, amizade, é a falta de respeito, carinho, sinceridade e principalmente quando as prioridades são seculares. Lamento por ter que me privar das verdades, para que, me privando defenda minha honra.


Em suas palavras a cantora concluiu dizendo que é amiga de Melk e que os dois tem uma ligação eterna que é o filho que nasceu como fruto desse casamento, mas ressaltou que não poderia deixar de falar a verdade. Sobre as declarações de pessoas ‘famosas’ envolvidas nas discussões sobre a separação Vanilda preferiu não declarar nomes para evitar novos escândalos.
O Fuxico Gospel

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?