quarta-feira, 24 de julho de 2013

Bruna Karla, Pregador Luo aderem à campanha da ADUD.

COMPARTILHE

Durante a Feira Internacional Cristã (FIC), líderes da igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias lançaram uma campanha para solidarizar com o pastor Marcos Pereira, que está preso sendo acusado de estuprar fieis de sua congregação. O evento ocorreu entre os dias 17 e 20 de julho.
A campanha é a favor dos pastores evangélicos estimulada pela prisão do presidente da ADUD, Marcos Pereira da Silva. A igreja alega que a prisão é injusta e se trata de uma perseguição religosa.
“Sabemos que, assim como ele, diversos líderes cristãos sofrem perseguição em todo mundo. Seu pastor está na sua Igreja? O nosso está preso injustamente, amanhã pode ser o seu”, diz a campanha em sua página no Facebook.
Cantores da ADUD Kellen Rodrigues, Elaine Martins, Milena Preta e Waguinho usaram o espaço da exposição na FIC para distribuir adesivos com a frase “Eu amo meu pastor” e “Liberdade para o pastor Marcos Pereira.”
No Facebook, a campanha recomenda ler os capítulos 10 e 24 do livro de Mateus para saber sobre os ensinamentos de Jesus sobre a perseguição contra os “servocs de Deus nos últimos dias.”
A ADUD aponta também uma passagem em Mateus 5 que diz: “Bem-aventurados sois vós quando vos injuriarem, e perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós, por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.” A campanha está sendo divulgada nas redes sociais e cantores gospel como Bruna Karla e o Pregador Luo já têm aderido.
O pastor estava respondendo inicialmente por dois processos de estupros e um de coação. Entretanto, o processo de coação foi anulado e ele responde apenas aos processos de estupros.

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?