quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

,

AMAR meus inimigos? Porque?

COMPARTILHE
Se já é difícil amar os meus amigos, que uma vez ou outra não atendem a minhas expectativas, como vou conseguir amar alguém que não necessariamente quer me destruir, mas me decepciona constantemente, me frustra, e fala mal de mim?
Bem, no tempo que Jesus passou aqui na terra com os discípulos, os ensinava sobre diversos assuntos, inclusive o amor, sua visão para o amor era esplêndida, amar a todos igualmente; Certa vez ele disse “... Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem...” (Mateus 5:44) com isso ele conseguiu atingir os limites mais altos do amor e da tolerância, que “eu” ser humano posso me imaginar fazendo (logo aos meus inimigos??!), para ele era fácil perdoar e amar quem o acusava, demonstrou isso diversas vezes na bíblia; mas para nós que acreditamos que o mundo gira primeiro em torno de nossas necessidades, para depois pensarmos nas dos outros, como podemos amar pessoas que não são boas conosco, amar  aos nossos inimigos?
Às vezes algumas pessoas têm problemas em amar a si próprias, o que dificulta sua relação com os outros; mas há pessoas que se dão super bem com as demais que compõe o seu circulo de amizade, com as pessoas que querem o seu bem, que as ajudam, que oram por elas, com pessoas assim conseguimos construir laços que suportam até os mais gélidos invernos emocionais; contudo fomos advertidos pelo nosso Mestre que amar só ao nosso próximo, não era o suficiente Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis?..” (Mateus 5:46)  E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais?...”(Mateus 5:47)
O nosso amor é condicional e instável, como então conseguiremos amar nossos inimigos? Somente uma pessoa que seja completamente apaixonada pelo ser humano, pela vida, que seja tranqüila, segura, e pacifica, pode superar todas as frustrações e viver o padrão proposto por Cristo.

Mas se nós conseguíssemos amar as pessoas que nos frustram, não estaríamos fazendo um grande bem a nós mesmos? Estaríamos deixando de vê-las como nossos inimigos; estaríamos diminuindo o nosso nível de estresse; melhorando o dialogo; a afetividade e o respeito em relação aos demais; estaríamos ainda melhorando como humanos imperfeitos,e acima de tudo fazendo o que nos foi ordenado!

Por Darciane
Geração Jovem.com

0 comentários:

Postar um comentário

FALE CONOSCO

Nome E-mail * Mensagem *

Você se sente acolhido pela congregação que faz parte?