“Eu não conhecia a história antes da minissérie. Comecei a ir a igreja, a estar mais próximo de Deus. A gente começa a ver outro sentido para a vida”, revelou o ator.
Apesar de já estar se despedindo do personagem, o ator destaca a experiência que viveu nos estúdios. “Eu sempre visitei a cidade cenográfica quando estava sendo construída. Em um desses dias, botei a roupa do personagem, entrei na cidade e não parava de chorar”.
 Investimentos milionários
A minissérie ‘José do Egito’ teve investimentos de mais de 7 milhões só em cenografia, e cada um dos 28 capítulos custou cerca de  R$ 850 mil, e é a maior superprodução bíblica já realizada pela emissora.